domingo, 8 de janeiro de 2017

Caminhos Cruzados Part 2

Hello, Hello!
Como vocês pediram continuação do texto " Caminhos Cruzados" resolvi trazer uma continuação. E ai curiosos? O que será, que a garota vai fazer? Ficar com o seu grande amor ou ir embora ? Confira:

(Crédito Imagem: weheartit.com)


Quando eu paro e me permito pensar no que estava acontecendo, mal conseguia lidar com isso. Eu ainda o amo, como se ele não tivesse ido embora, como se não tivesse me magoado no passado, no fundo eu sei que magoou. Não a nada que apague, a dor que senti quando ele decidiu virar as costas e ir embora, sem dar alguma explicação. Vaguei todas as noites, em buscas de respostas para me convencer, as vezes me perguntava " O que fiz de errado?". Nada nesse mundo, vai apagar a dor que senti nesses últimos meses. Não irá pagar as madrugadas em que acordava chorando, com medo do futuro. O medo era o meu pior pesadelo. Mas, sou humana! Consegui perdoar... sei que foi difícil conviver com a dor.

Não é difícil imaginar os motivos para ainda conseguir ama - lo. O sorriso dele é o mais encantador que já vi. Seus olhos quando encontra com os meus, perco a noção de tudo. Sua mão segurando a minha, me sentia protegia, o meu anjo. Sua boca, é o meu ponto fraco. Como ele é lindo. Por uma pequena eternidade, consegui ser a garota mais feliz desse mundo. Era o cara, que eu planejava ter um futuro junto, casar, ter nossa própria casa, ter filhos e um cachorro. 

Uma nuvem negra se aproximou e levou embora todos os nossos sonhos, por um momento consegui acreditar que éramos feitos um para o outro.

E então, lá estava eu na cafeteria sentada junto com o meu ex namorado. Realmente a vida é surpreendente. Ainda por cima, estávamos tentando ser amigos, como se isso fosse possível. 

Ficamos séculos conversando. Até que as coisas começaram a esquentar. Por um instante, seus lábios vieram de encontro com os meus, mas bem na hora o garçom acaba interrompendo " O café que pediram!". Olhamos um pro outro, rindo da situação constrangedora.

Ele parecia estar bestificado. Sua mão encostou no meu rosto, com delicadeza.
- Isso é loucura. Não deveríamos, estar aqui sentados numa boa, conversando como se nada estivesse acontecido. Será que somos loucos, Jack?

- Saiba que os loucos também amam. Porque não esquece o passado? Sério, eu lamento por tudo ter acabado. Só que não tem como mudar.

- Não tem mesmo! O que eu sofri, não tem como apagar.

Eu não estava bem. 

Desviei o olhar com frieza.

- Cicatrizes curam com o amor. Eu ainda te amo, ainda quero poder te abraçar, te beijar e te tocar. O que sinto por você, é bem mais forte do que eu imaginava.

- Esse sentimento que você diz ter, não foi o forte o suficiente para fazer você ficar.

Depois daquelas palavras, me calei. Não queria voltar no assunto do passado, eu o enterrei e precisava seguir em frente.

Consegui recuperar a compostura.

Ele sorriu, seus olhos fitavam em mim.

- Vamos aproveitar o agora!

No mesmo instante que disse, seu lábio veio de encontro com o meu, só que desta vez não havia ninguém para interromper. Esse beijo não deveria acontecer, no entanto era o que eu mais desejava naquele momento.

Minha mente começou a ficar confusa.

Jack percebeu o meu olhar.

- Quando eu falei, que queria sair um dia desse com você, não estava brincando. Quero muito te levar para sair, para jantarmos em um restaurante, depois te levar para tomar um sorvete na praça, e te levar para casa. E nos outros dias, vou estar lá.

- São promessas encantadoras, mas não tenho certeza do que quero nesse momento. Tenho medo do que me espera daqui pra frente, não sei qual rumo tomar, entende?

- Um velho amigo me disse, que não arriscar é o maior risco que se corre. Eu sei que pode não dar certo, mas você só vai saber se arriscando.

Reprimi o impulso de poder gritar.

Em minha cabeça tudo girou. Se eu não arriscasse, nunca saberia o que poderia acontecer. E se eu arriscasse poderia dar certo ou iria me arrepender. No entanto nunca iria se comparar ao arrependimento de ter desistido do amor que sentia.
Não sabia qual caminho iria seguir, o amor ou os meus sonhos profissionais que batalhei muito para conseguir. Duas oportunidades únicas.

Surtei psicologicamente.

Precisava fazer escolhas e eu havia que abrir mão de uma delas. De qualquer maneira a gravidade iria me atingir com toda intensidade.

Houve um segundo de decisão.

Respirei fundo e engoli em seco. Foram os piores segundos da minha vida.

- Jack, eu tomei uma decisão. Saiba que o quanto foi difícil ter que abrir mão de algo. Sabe, as vezes ficava no meu quarto, pensando no quanto, eu te amei e ainda te amo. Saiba que esse sentimento é tão forte, eu nunca senti isso antes por ninguém, você é especial, tenho que confessar que é um cara de muita marra, mas que no fundo é um doce de pessoa. Deve ser por isso que fiquei loucamente apaixonada por você.

Ele tentou me interromper, então coloquei minha mão por cima da mão dele e continuei a falar.

- Escuta, vou parar de enrolar e dizer logo a minha decisão.

E no instante que consegui respirar para falar, percebo que o moço da cafeteria, liga o rádio e então por coincidência do destino, toca a nossa música. A música da qual marcou nossas vidas, no nosso primeiro encontro.

" Não consigo olhar no fundo dos seus olhos. E enxergar as coisas que me deixam no ar, deixam no ar. As várias fases, estações que me levam com o vento. E o pensamento bem devagar."

Meus pensamentos foram interrompidos por um tempo.

" Outra vez, eu tive que fugir. Eu tive que correr, para não me entregar. As loucuras que me levam até você. Me fazem esquecer que eu não posso chorar."
Cerrei os dentes com a frustração.

Aquilo era a pior coisa que eu poderia fazer, virar as costas para o amor. Me levantei dali, com lágrimas nos olhos, eu chorava dor.

Ele abaixou a cabeça e bateu na mesa.

Então resolvi partir, para sempre! Mais uma vez vou fugir desse sentimento. Segui em frente sem me despedir, sem dizer Adeus.

Corri até a esquina, chorando aos prantos. Eu estava decidida recomeçar, seguir os meus sonhos. Ter um tempo para mim mesma e ser feliz por conta própria. 

Como doeu, ter que partir.

Fiz o que tinha que fazer.

Enxuguei meus olhos, que estavam borrados da maquiagem preta. Para minha surpresa, ouço uma voz aguda, ele parou na minha frente, estava ofegante.

- Essa foi sua escolha, compreendo. Você saiu sem se despedir.

Jack me dá um abraço e um beijo na testa, ainda continuava a falar ofegante.

- Te amarei de janeiro a janeiro.

- Até o mundo acabar.

- Até o mundo acabar.

Peguei suas mãos e fui soltando aos poucos. Então, eu fui embora.

No avião, olho para a janela. Dou uma risada, pela oportunidade que tive em reviver pelo menos alguns minutos daquele amor. E choro por ele não estar aqui, choro pelo que deixei para trás, choro por mim, choro por nós dois, choro pelo nosso amor. 

Infelizmente não me arrependo da minha decisão.

Chega de choros, é hora de recomeçar.

Veremos os próximos capítulos.


E aí gostaram? espero que sim! TEM CONTINUAÇÃO! Se quiserem irei postar!
Deixe seu comentário!
Beijos

8 comentários:

  1. Gente, acho que vou ter que procurar o primeiro post para ler e poder acompanhar as futuras continuações ^^
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê sim, e acompanhe! Espero que goste <3
      Beijos

      Excluir
  2. Você escreve de uma forma tão gostosa de ler, tem toda uma profundidade nos sentimentos que descreve. E SIIIM, queremos continuação por favor! Já estou ansiosa haha

    Beijos <3
    https://menteviajantee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, Muito obrigada! é tão bom ouvir isso... realmente eu escrevo com sentimento.. gosto de descrever eles no meu texto.
      Ok, terá continuação! Aguarde!
      Beijos

      Excluir
  3. Passando pra dizer que seu blog é um fofo! E que estou retribuindo a visita e seguindo ele :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, Obrigada! Fico feliz por ter gostado! Seja bem vinda e volte sempre que quiser!
      Beijos

      Excluir
  4. Obrigada pelo comentário querida!! Também já estou seguindo o seu blog, e vou agora ler a primeira parteee :D**

    Beijinhos <3
    http://www.julieverafter.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada, querida! Eu adorei o seu blog <3
      Obrigada por seguir aqui, seja bem vinda e volte sempre!
      Isso ai, leia a primeira parte! Vai gostar...
      Beijos

      Excluir

Criado por De Repente Moda - créditos

Tema Base por Butlariz