Por onde anda meu brilho Próprio?

09:13


( Imagem Crédito: Weheartit)


Brilhe cada dia mais com seu amor próprio. Como assim brilhar? perdi minha luz própria tem meses e estou tentando de algum jeito de encontra - la. Nem me conheço mais, faço coisas das quais disse que não faria, ando em círculos, esqueci o meu verdadeiro eu. Quem sou? Quais são as minhas raízes? Porque estou aqui enlouquecendo? O que tenho me tornado? Porque me sinto assim tão sozinha e perdida?! preciso me encontrar de novo.

As decepções que vierem apagaram todo o brilho que tinha, virei uma pessoa cinza perdida na minha escuridão. Quedas e mais quedas achei que estava tudo bem, até então enlouquecer. Antes de ser uma colecionadora fracassada de decepções, eu brilhava como fogos de artifícios. Quem me via logo se deparavam com meu sorriso estampado no rosto, cabelos ao vento, segura dos meus passos, preparada para enfrentar meus medos sombrios. Não conseguiam passar a perna em mim, pois estava um passo a frente em vantagem e se me derrubassem ah levantava como se nada estivesse acontecido. Era sociável a onde ia, frequentava festas, dava risada atoa, sozinha curtindo minha liberdade, eba dona do meu próprio nariz. Me socializava tanto que até perguntava se a casa da pessoa tinha parede para conversar ( os assuntos nunca morriam comigo, inacreditável) sinto saudades disto. Topava qualquer coisa, qualquer hora, qualquer lugar, vamos? vamos! uma aventura atrás da outra, jamais temia uma gravidade. Tinha empatia por quem estava junto comigo, me importava, ajudava, dava conselhos, contagiava com minha animação, fazia de tudo por quem gostava custe o que custar. Nas horas livres quando estava sozinha escutava um rock n roll sensualizando em frente ao espelho, ah como amava ver o meu brilho, não me faltava amor próprio. Todos que me conheciam jamais me viam chorar, estava tudo sob controle, tinha controle da minha vida.

Eu sofri demais com as quedas e a tristeza roubou minha luz. Me deixou no escuro com os pés descalços, não me sobrou nada. Hoje sou quebrável, cara fechada, cabelos bagunçados por preguiça, insegura hesitando cada passo que dou porque sei que vou me machucar, meus medos venceram desta vez. Só quero sair desta escuridão, preciso achar a saída. Eu não gosto mais de festas, odeio lugar lotado, não tenho animação a não ser ficar deitada escutando música tristes para me destruir mais anda. Virei uma estranha, não quero me socializar, não quero falar com ninguém( pessoas são tóxicas), sai pensamentos, sai pensamentos, me deixam em paz. Sou aquela que fica nos roles sozinha excluída da turma, sem assunto, sofrendo calada, o que estou fazendo aqui? quero ir para casa. Ninguém precisa de mim, chega de fazer pelos outros aquilo que não recebo em troca, foda se, vou me afastar. Quando chego em casa evito os espelhos, o meu verdadeiro eu foi apagado, desvalorizei meus sonhos, deixei espaço para cadáveres emocionais e os fogos explodiram com meu mau humor insuportável.

Ora sorriso colorido, ora sorriso cinza. 

Enquanto uns procuram a metade da laranja, eu tento me encontrar no meio da escuridão que criei. Quero muito brilho, jogar Glitter, muito Glitter, para desta vez não faltar amor próprio, desejo brilhar de novo. Chega desta confusão aqui dentro, não importa que aconteça preciso de mim mesma. Estou gritando com todas as minhas forças " Por onde andas amor próprio? me dê a sensação de brilhar de novo, estou pronta! me encha de Glitter."




- Natalia Almeida

E ai gostaram? Espero que sim. Deixem seus comentários!

Beijos.





You Might Also Like

1 comentários

  1. good post 😊 would you like to follow each other? if the answer is yes, please follow me on my blog & i'll follow you back. https://camdandusler.blogspot.com

    ResponderExcluir